NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS

O Terço e a Medalha das Lágrimas de Maria


Página inicial   
Mensagens de Nossa Senhora
  
Mensagens de Jesus
  
Contacto

A Irmã Amália de Jesus Flagelado e as origens do Terço de Nossa Senhora das Lágrimas
No Instituto das Missionárias de Jesus Crucificado, fundado, no Brasil, pelo Monsenhor Dom Francisco de Campos Barreto, Bispo de Campinas, viveu uma religiosa de nome Irmã Amália Aguirre (ou de Jesus Flagelado). Tal como uma outra alma privilegiada, Teresa Neumann, na Alemanha, ela recebeu no seu próprio corpo os Estigmas de Jesus.
A Irmã Amália Aguirre pertenceu ao primeiro grupo das oito freiras, co-fundadoras do Instituto das Missionárias de Jesus Crucificado, que, no dia 8 de Dezembro de 1927, receberam o hábito religioso e fizeram os seus votos perpétuos igualmente no dia 8 de Dezembro de 1931.
Nessa época, um parente da Irmã Amália estava em grande aflição porque a sua esposa encontrava-se gravemente doente e vários médicos declararam que já não havia nenhum remédio que pudesse salvá-la. Rompendo em lágrimas, o pobre homem disse-lhe: «O que vai ser então dos meus filhos?»
A Irmã Amália tomou muito a peito a aflição deste seu parente e dirigiu-se, numa confiante oração, ao Divino Salvador.
A primeira aparição de Jesus Manietado
De repente, a Irmã Amália sentiu-se chamada a ir ter com Jesus presente no Sacrário. Ela foi para a capela onde, de braços abertos, se pôs de joelhos diante do altar e disse a Jesus Sacramentado:
«Se já não há salvação para a mulher de T, eu mesma estou disposta a oferecer a minha vida pela mãe desta família. Que quereis que eu faça?»
Jesus, então, apareceu-lhe e respondeu:
«Se queres obter essa graça, pede-Ma em atenção às Lágrimas de Minha Mãe.»
Perguntou a Irmã Amália: «Como devo rezar?»
Então Jesus ensinou-lhe as seguintes invocações: «Ó Jesus, atendei as nossas súplicas pelas Lágrimas da Vossa Mãe Santíssima.» «Ó Jesus, olhai para as Lágrimas d'Aquela que mais Vos amou na Terra e mais intensamente Vos ama no Céu.» E acrescentou: «Minha filha: tudo o que os homens Me pedirem em atenção às Lágrimas de Minha Mãe, Eu amorosamente lhes concederei. Mais tarde, a Minha Mãe concederá este tesouro ao nosso querido Instituto como um íman de Misericórdia.»
Isto aconteceu no dia 8 de Novembro de 1929.



A aparição de Nossa Senhora das Lágrimas e a sua entrega do Terço (ou Coroa) das Lágrimas
No dia 8 de Março de 1930, a Irmã Amália de Jesus Flagelado estava na capela, de joelhos, nos degraus do altar, quando, de repente, sentiu-se como que elevada para o alto. De repente, uma Senhora, de uma indizível beleza, aproximou-se dela. Trazia um vestido roxo, um manto azul e um véu branco que a envolvia até ao peito. Com um sorriso aproximou-se da Irmã Amália, pairando. Tinha nas mãos um terço que Ela mesma chamou «coroa». As suas contas brilhavam como o Sol e eram brancas como a neve. Entregando-lhe esse Rosário, a Santíssima Virgem disse: «Este terço (ou coroa) é o Terço das Minhas Lágrimas».

A Medalha de Nossa Senhora das Lágrimas e de Jesus Manietado
Numa aparição a 8 de Abril de 1930, a Santíssima Virgem pediu à Irmã Amália que mandasse cunhar uma medalha de Nossa Senhora das Lágrimas e de Jesus Manietado, e disse que essa mesma medalha devia ser muito divulgada para que o poder de Satanás no Mundo fosse vencido. Nossa Senhora acrescentou que todos os fiéis que a trouxessem com amor e devoção obteriam inúmeras graças.
Por ordem da Santíssima Mãe de Deus, a medalha traz cunhada na frente a imagem de Nossa Senhora das Lágrimas em atitude de entrega do Terço das Lágrimas, exactamente como aconteceu na aparição de 8 de Março de 1930 à Irmã Amália, rodeada pelas palavras: «Ó Virgem Dolorosíssima, as Vossas Lágrimas derrubaram o império infernal!».
No verso, a medalha traz cunhada a imagem de Jesus Manietado - ou seja, amarrado durante a Sua Dolorosa Paixão - e com as seguintes palavras: «Por Vossa Mansidão Divina, ó Jesus Manietado, salvai o Mundo do erro que o ameaça!».



Voltar ao topo